Oficial de Justiça faz sexo oral em carro, é advertido e xinga guarda

Carro estava estacionado na rua com homens seminus; suspeito foi encaminhado à delegacia por ato obsceno e desacato

iG Minas Gerais | CAROLINA CAETANO |

Um oficial de Justiça de 44 anos foi conduzido à delegacia após desacatar um guarda municipal, nessa segunda-feira (29), no Barro Preto, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. O homem se irritou ao ser advertido no momento em que fazia sexo oral dentro de um carro que estava estacionado na avenida Barbacena, uma das mais movimentadas da área.

Segundo o guarda Felipe Coelho, sua equipe estava em patrulhamento na região quando foi avisada por um pedestre que dois homens estavam seminus dentro de um carro. Os profissionais deslocaram até o endereço indicado e se depararam com o ato obsceno.

“No momento em que chegamos, o homem de 44 anos estava fazendo sexo oral no amigo. Bati no vidro e esperei que eles colocassem a roupa. Em seguida, falei para eles que ali não era lugar para manter relações sexuais, uma vez que eles estavam em via pública e qualquer pessoa que passasse por lá poderia ver a cena. Nesse momento, o oficial começou a xingar”, disse Coelho.

Conforme o guarda, em primeiro momento, o homem se identificou como juiz federal. Foi solicitada a sua documentação, mas ele se negou a entregar. “Ele começou a dizer várias palavras de baixo calão. Além disso, afirmou que guarda municipal não era autoridade e que, dentro do seu carro, poderia fazer o que quisesse”, disse o agente.

A Polícia Militar foi acionada e registrou o boletim de ocorrência. O oficial de Justiça e o amigo foram encaminhados à Delegacia Adjunta do Juizado Especial Criminal (Deajec), no bairro Coração Eucarístico, na região Noroeste da capital.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave