Aeronave autraliana que atua nas buscas de avião avista objeto no mar

Autoridades indonésias indicaram que o objeto avistado pelo aparelho Orion P se encontra a cerca de 1.127 quilômetros da última posição do airbus

iG Minas Gerais | AGÊNCIA BRASIL |

An AirAsia plane (top C) arrives at Changi airport terminal in Singapore on December 28, 2014. Rescuers scoured the sea for AirAsia Flight QZ8501, carrying 162 people, which went missing in bad weather December 28 en route from Indonesia to Singapore, the third crisis for a Malaysian carrier this year.  AFP PHOTO/ROSLAN RAHMAN
AFP
An AirAsia plane (top C) arrives at Changi airport terminal in Singapore on December 28, 2014. Rescuers scoured the sea for AirAsia Flight QZ8501, carrying 162 people, which went missing in bad weather December 28 en route from Indonesia to Singapore, the third crisis for a Malaysian carrier this year. AFP PHOTO/ROSLAN RAHMAN

Um avião de reconhecimento australiano avistou nesta segunda-feira (29) um objeto no mar quando procurava pistas do Airbus 320-200 da AirAsia, desaparecido desde domingo (28), com 162 pessoas a bordo.

As autoridades indonésias indicaram que o objeto avistado pelo aparelho Orion P se encontra a cerca de 1.127 quilômetros da última posição do airbus. Até que um barco alcance o objeto e o identifique não será possível saber se são destroços do avião da AirAsia ou se é lixo.

Indonésia, Cingapura, Malásia, Austrália e Coreia do Sul participam das operações de busca, com 12 barcos, cinco aviões e três helicópteros. Dezenas de pescadores da região também cooperam. Vários países, como Estados Unidos e China, ofereceram ajuda.

O avião da companhia malaia AirAsia, com o número de voo QZ8501, desapareceu dos radares depois de ter decolado da cidade indonésia de Surabaia com destino a Cingapura. A bordo estavam 162 pessoas, das quais 155 passageiros e sete membros da tripulação.

Segundo informações divulgadas hoje pelo diretor da Agência Nacional de Busca e Resgate da Indonésia, Bambang Soelistyo, com base nos dados de que dispõem os especialistas, a hipótese apontada como a mais provável é a de que o avião esteja no fundo do mar.

Leia tudo sobre: AirAsiaAERONAVE DESAPARECIDAMUNDOÁSIAAUSTRÁLIABUSCASDESASTRETRAGÉDIAACIDENTE AÉREO