Atendimento da Santa Casa de BH é paralisado nesta segunda-feira

Funcionários denunciam que não houve repasse de verbas públicas; interrupção será a partir de amanhã

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |


Paralisação na Santa Casa ocorrerá por tempo indeterminado
ANDRE FOSSATI/O TEMPO
Paralisação na Santa Casa ocorrerá por tempo indeterminado

A partir desta segunda-feira (29), os funcionários da Santa Casa de Belo Horizonte realizam uma paralisação por falta de repasses de recursos públicos. A informação é da Cooperativa de Trabalhadores da Santa Casa de Misericórdia (SantaCoop). Conforme nota da SantaCoop, haverá suspensão das internações nas especialidades clínicas e cirúrgicas e interrupção integral das atividades do Centro de Especialidades Médicas (CEM) até que o valor integral dos recursos seja repassado à instituição. Serão mantidos os atendimentos aos pacientes já internados e os de urgência como: Centro de Terapia Intensiva (CTI), maternidade, hemodiálise, transplante e oncologia. A urgência oftalmológica também funcionará. A definição de paralisação foi tomada em assembleia geral extraordinária do corpo clínico, realizada no último dia 23, na capital. Resposta. Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que “mantém diálogo constante com as instituições parceiras do Sistema Único de Saúde (SUS) visando uma relação transparente com as instituições e o melhor atendimento à população”. A secretaria informou que, como a Santa Casa está em Belo Horizonte, há gestão plena. Isso significa que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da capital lida diretamente com a instituição e repassa as demandas para o Estado. A SES está aguardando a análise dessas demandas da instituição por parte da SMS. Apenas após essa análise poderá ser feito um plano de trabalho, e a partir dele será celebrado um convênio para o repasse dos recursos necessários. A assessoria de imprensa do grupo Santa Casa BH informou que quem está propondo a paralisação é o corpo clínico pertencente à SantaCoop. Profissionais contratados no regime CLT não participam do movimento. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave