Experiências com chá potencializam a espiritualidade

iG Minas Gerais |

Também não faltam exemplos de quem obteve aprimoramento pessoal por meio do poder da ayahuasca, chá feito a partir da união entre as folhas e o cipó de duas plantas amazônicas, usado na doutrina brasileira do santo Daime.

O publicitário Henrique Duarte, 27, viu sua vida transformar após a experiência com o chá na Fraternidade Kayman, de Belo Horizonte, que trabalha com a união da umbanda com o Santo Daime.

“O daime e a umbanda tornaram possível que eu fizesse as pazes com a espiritualidade. Comecei a ver que existe um poder superior que me dá forças para viver o dia a dia. Não trabalho com a espiritualidade o tempo todo. Tenho emprego, vida social. Mas ela está ali sempre, me ajudando para enfrentar os problemas”, conta o publicitário.

A experiência com a ayahuasca também foi intensa para a jornalista Ludmila Tavares, 27. “Eu não tinha muito conhecimento nem expectativa de como seria a ayahuasca. Eu não imaginava que estava prestes a viver, pela primeira vez, uma experiência espiritual”, relata.

“O chá foi a ponte de acesso para uma dimensão de extrema consciência e compreensão, um ambiente no qual todos os sentidos estão potencializados. O maior progresso foi compreender que tudo é perfeito, conectado e que todos temos uma missão ou objetivo maior para ser cumprido nesta vida”, afirma.

Para a tradutora e jornalista Renata Ferri, 30, é difícil explicar com palavras a mudança que o contato com a ayahuasca pode causar. “Percebi que há muita força em tudo o que a gente faz, em todos os lugares que a gente vai. O importante mesmo é ter uma vida interior, além de tudo. Estou apenas começando a minha busca espiritual e sei que o aprendizado nunca tem fim”, conclui.(LB)

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave