Sonho de jogar Copa América fez Felipe Seymour escolher o Cruzeiro

Torneio entre seleções sul-americanas será disputado em 2015, no Chile, terra natal do volante

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Catania midfielder Felipe Seymour, of Chile, right, scores during a Serie A soccer match between Catania and Atalanta at the Angelo Massimino stadium in Catania, Italy, Saturday, April 21, 2012. (AP Photo/Carmelo Imbesi)
Associated Press
Catania midfielder Felipe Seymour, of Chile, right, scores during a Serie A soccer match between Catania and Atalanta at the Angelo Massimino stadium in Catania, Italy, Saturday, April 21, 2012. (AP Photo/Carmelo Imbesi)

Falta pouco para o Cruzeiro oficializar sua terceira contratação para a próxima temporada. O clube já fechou acordo financeiro com o volante chileno Felipe Seymour, 27 anos, que deve realizar exames médicos para assinar contrato na primeira semana de janeiro.

Cobiçado por outras equipes do Brasil e do exterior, Felipe Seymour escolheu o Cruzeiro já pensando em seu projeto de carreira no ano que vem. O volante deseja retornar à seleção chilena e jogar à Copa América, competição a ser disputada no meio do ano que vem, no Chile, terra natal do jogador.

Desde setembro deste ano, Cruzeiro e agentes ligados a Felipe Seymour mantiveram conversas e buscavam um acordo para a vinda do jogador à Toca. Nesse intervalo de tempo, Seymour rejeitou propostas de outras duas equipes nacionais: Figueirense e Bahia. Interessado no projeto da Raposa e na chance de disputar uma Libertadores, o meio-campista preferiu esperar e confirmar sua vinda para Belo Horizonte.

Antes um pouco, em agosto, o meio-campista havia rejeitado uma proposta do Apoel, equipe do Chipre que disputou à Liga dos Campeões da Europa em 2014.

Além das rejeições, Felipe Seymour chegou a aceitar uma oferta do Getafe (ESP), mas o curto período de tempo para inscrições nas competições oficiais a serem disputadas pelo time espanhol inviabilizou o negócio.

Ainda de acordo com informações recebidas pela reportagem, a diretoria do Cruzeiro, para buscar informações mais precisas sobre Seymour, conversou com membros da Associação de Futebol Profissional do Chile. As referências teriam sido as melhores.

De acordo com pessoas que participaram da negociação envolvendo o volante e o Cruzeiro, o jogador poderia ter desembarcado em Belo Horizonte ainda neste ano. Entretanto, o presidente Gilvan de Pinho Tavares preferiu não contratar ninguém durante a campanha do Brasileirão.

Sem clube, Felipe Seymour pagou do seu bolso o valor da multa rescisória com o seu antigo clube para voltar à América do Sul. 

Leia tudo sobre: cruzeiroraposafelipe saymour