Clarinetista de jazz Buddy DeFranco morre aos 91 anos

DeFranco liderou a Orquestra Glenn Miller de 1966 a 1974 e se apresentou ao redor do mundo por 75 anos

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

O americano Buddy DeFranco, inovador clarinetista de jazz, morreu na última quarta-feira (dia 24) em Panama City, na Flórida (EUA). Ele tinha 91 anos. A morte foi confirmada pela mulher do músico, Joyce.

Segundo ela, a saúde do músico estava em declínio nos últimos anos. A causa da morte não foi divulgada.

Veja uma apresentação da lenda do jazz

DeFranco liderou a Orquestra Glenn Miller de 1966 a 1974 e se apresentou ao redor do mundo por 75 anos. Gravou com músicos famosos, como Frank Sinatra, Billie Holiday, Ella Fitzgerald e Tony Bennett.

"Buddy é único porque foi realmente o único clarinetista que pegou a nova linguagem de jazz," disse em entrevista de 2012 Dan Morgenstern, crítico de jazz e historiador.

"Ele desenvolveu tal fluência, invenção e velocidade que foi considerado o clarinetista de jazz supremo. Seu trabalho nunca vacilou, e ele tocava tão bem que manteve seu instrumento sempre vivo", escreveu o crítico musical Whitney Balliett em um perfil da revista "New Yorker", em 1990.

Boniface Ferdinand Leonardo DeFranco nasceu em 17 de fevereiro de 1923, em Camden, New Jersey, e cresceu na Filadélfia. Seu pai, Leonardo, um imigrante da Itália, perdeu a visão em consequência de uma infecção e eventualmente trabalhava como afinador de piano. Ele também era um guitarrista amador que tocou com uma banda cujos membros eram todos cegos.

Quando DeFranco tinha 5 anos, seu pai treinou-o em seu primeiro instrumento, o bandolim. Aos 8 ele começou a praticar clarinete e saxofone. Continuou a sua formação musical na Mastbaum School of Music, na Filadélfia.

Ele gravou dezenas de discos. "Cross Country Suite", de 1958, ganhou um Grammy.

Recebeu inúmeros prêmios, entre eles o de Lenda Viva do Jazz, e foi reconhecido 16 vezes com o prêmio Playboy All-Star de melhor clarinetista de jazz do mundo.

DeFranco casou três vezes. Ele deixa um filho, Charles, fruto de sua relação com Joyce, com quem estava desde 1975.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave