Cruzeiro 'dá cartada' e aumenta proposta salarial para ter Damião

Proposta de divisão de valores agora agrada ao Santos, que pagaria apenas R$ 200 mil do montante total de R$ 600 mil

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Leandro Damião foi contratado pelo Santos em dezembro de 2013
LUCAS BAPTISTA/ESTADÃO CONTEÚDO
Leandro Damião foi contratado pelo Santos em dezembro de 2013

Uma reviravolta na negociação entre Cruzeiro e Santos pode mudar o destino de Leandro Damião em 2015. O atacante, já elogiado publicamente pelo técnico Marcelo Oliveira e pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares, volta a entrar forte na mira da Raposa.

O clube celeste aumentou os valores propostos ao Santos, que começa a se interessar novamente pelo negócio. Antes, a diretoria celeste havia proposto o empréstimo do centroavante, bancando R$ metade dos R$ 600 recebidos pelo jogador. O Peixe ignorou a tentativa estrelada, mas se vê diante de uma boa possibilidade com a mudança de postura dos cruzeirenses. Agora, o Cruzeiro se propõe a pagar R$ 400 mil, com o restante ficando sob responsabilidade dos paulistas. Como o clube alvinegro passa por problemas financeiros, há possibilidade de a transação ser finalizada.

Com o aumento da proposta salarial, o Santos abriria mão, inclusive, dos atletas que a Raposa havia oferecido para “balancear” a negociação. O meia Pedro Ken, o meia-atacante Elber e o experiente atacante Dagoberto haviam sido dado como “moeda de troca”.

O empresário de Leandro Damião, Vinícius Prates, não esconde a vontade de levar o seu agenciado ao Cruzeiro. Nos bastidores ele articula tentativas e mais tentativas para que o Santos libere o avante.

Damião foi contratado por R$ 42 milhões e repassado ao Santos pelo grupo Doyen Sports. O jogador tem contrato com o Peixe até 2018. Os investidores começaram a ser ressarcidos pelo alvinegro paulista a partir de 2017. 

 

Leia tudo sobre: cruzeiroraposaleandro damião