Mãe em depressão enforca filho deficiente em Uberlândia

Vítima foi morta com um cordão e um pedaço de fio; suspeita está no setor de psiquiatria do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia, sob escolta policial

iG Minas Gerais | Gustavo Lameira |

Um deficiente físico foi morto pela mãe no bairro Tocantins, em Uberlândia, Triângulo Mineiro, na madrugada desta sexta-feira (26). A suspeita ainda atentou contra a própria vida depois do crime.

Conforme relato do pai da vítima à Polícia Militar (PM), por volta das 5h, ele flagrou a mulher com uma faca apontada para o peito e a desarmou. Ela ainda tinha um cordão e um pedaço de fio enrolados no pescoço, com os quais havia acabado de asfixiar o filho, em seu quarto, até a morte. Arnaldo Gomes Borges, de 33 anos, tinha restrições motoras, não falava e necessitava de cuidados especiais desde o nascimento.

A mulher de 56 anos, é paciente psiquiátrica e tomava medicamentos regularmente. Ainda segundo o depoimento do marido e de vizinhos, apesar de estar passando por uma depressão, a mãe sempre cuidou bem do filho. A perícia foi acionada e o corpo removido para o Instituto Médico Legal.

A suspeita foi encaminha ao setor de psiquiatria do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), onde permanece internada e sob escolta policial.

A ocorrência foi encerrada na Delegacia de Plantão da cidade.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave