Parceiros de Schummi não o abandonaram após acidente, diz Bild

Quase um ano após come de ex-piloto alemão, investidores antigos seguem contrato e mantém lealdade

iG Minas Gerais | Da redação |

Michael Schumacher também ingressou na categoria em 1991, com 22 anos, competindo pela Benneton. O alemão faria história na F1 ao ser campeão sete vezes, duas com a equipe Benneton (1994 e 1995) e cinco com a Ferrari (2000, 2001, 2002, 2003 e 2004).
Divulgação
Michael Schumacher também ingressou na categoria em 1991, com 22 anos, competindo pela Benneton. O alemão faria história na F1 ao ser campeão sete vezes, duas com a equipe Benneton (1994 e 1995) e cinco com a Ferrari (2000, 2001, 2002, 2003 e 2004).

O fim do ano 2013 foi de muita tristeza para os fãs do automobilismo. Maior campeão da Fórmula 1, o alemão Michael Schumacher sofreu um acidente de esqui e foi internado às pressas, em estado gravíssimo no dia 29 de dezembro, na França. De lá para cá, poucas informações foram divulgadas a respeito de seu estado de saúde, mas os patrocinadores de Schummi seguem firmes suas parcerias.

De acordo com o jornal alemão “Bild”, o grupo de investidores do ex-esportista tem sido leal. “O nosso conceito tem sido sempre uma cooperação baseada na parceria, amizade e base pessoal. Esta ligação se comprova agora. Ainda há quase todas as parcerias”, explicou a agente de Schumacher, Sabine Khem.

Em entrevista à publicação, a DVAG, patrocinadora do piloto desde 1996, reforça que a parceria continua viva e que rompê-la seria ruim até para a imagem da empresa.

“É óbvio para nós que estamos juntos, mesmo nos maus momentos. Seria uma falha fatal como uma empresa”, disse o CEO da organização, Robert Peil.

Leia tudo sobre: atmobilismoschumacherschummiacidenteparceriacontratospatrocínios