Trabalhadores coreanos morrem em usina nuclear ameaçada por hackers

Usina foi alvo de ameaças virtuais nas últimas semanas; as vítimas trabalhavam na obra quando perderam a consciência; suspeita é que elas tenham inalado um gás tóxico

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Três trabalhadores morreram nesta sexta (26) em uma usina nuclear em construção na cidade de Ulsan, na Coreia do Sul. Essa usina foi alvo de ameaças virtuais nas últimas semanas.

As vítimas trabalhavam na obra quando perderam a consciência. Elas foram levadas ao hospital, mas morreram. A suspeita é que elas tenham inalado um gás tóxico, provavelmente nitrogênio, que teria vazado no local.

O nitrogênio é usado nas usinas nucleares para reduzir o nível de oxigênio na água de resfriamento. A prática reduz a oxidação dos equipamentos.

A empresa de energia da Coreia do Sul esta em alerta após uma série de ameaças de hackers, que disseram ter poderes para invadir e interferir nos sistemas da usina, que deve começar a operar em junho de 2015.

Choi Hee-ye, porta-voz da empresa, afirmou que não há razão para crer que o acidente tenha ligação com a ação de hackers.

Na semana passada, documentos e plantas da usina e dados pessoais dos trabalhadores de lá foram publicados na internet. A imprensa da Coreia do Sul apontou que hackers foram os responsáveis pela divulgação. A empresa de energia do pais disse que a segurança das usinas nucleares do país não foi afetada.

Leia tudo sobre: HACKERSMUNDOCOREIA DO SULTRABALHADORESGÁS TÓXICOCOREANOSUSINA NUCLEARAMEAÇA