Maior parte das promessas de transporte não sai do papel

iG Minas Gerais |

Encerrando o levantamento das propostas de Marcio Lacerda (PSB) ainda para o primeiro mandato, o foco hoje é o transporte público. A principal promessa da coligação “Aliança por BH” era a ampliação do metrô, anunciado como estruturador de todo transporte da cidade. No entanto, até hoje, não apresentou nenhum avanço significativo. Embora seja de responsabilidade federal e estadual, a proposta figurou no programa de governo. A única promessa que está próxima de ser cumprida é a aquisição de novos trens. A compra de um lote de dez novas composições foi anunciada, e a primeira unidade foi apresentada neste ano, embora a previsão para o início de sua circulação seja janeiro de 2015.

Na estrutura viária, a construção das vias 800 e 710, que visavam aliviar o tráfego na área central da cidade, ligando as regiões Leste, Nordeste, Noroeste, Oeste e Sul, sem a necessidade de passar pelo centro, chegou a ter o projeto lançado em 2009, mas não foi concluída.

A via 800 foi cancelada. A via 710 chegou a avançar, mas apresentou problemas em relação à desapropriação de terrenos e se encontra praticamente parada.

A implantação do novo Terminal Rodoviário no Calafate foi questionada por moradores da região e também não foi realizada pela prefeitura. A nova rodoviária será erguida no bairro São Gabriel.

O Sistema Inteligente no Transporte por Ônibus, que permite acompanhar a localização dos ônibus para orientar os usuários, está longe de abranger toda a frota da capital. Embora a instalação de painéis com o intervalo para chegada dos coletivos seja uma realidade em alguns pontos, as informações estão aquém da proposta apresentada no programa de governo.

O principal destaque na área de transporte urbano foi a implementação de ciclovias na cidade. As metas estabelecidas para o primeiro mandato já se encontram realizadas. A implementação de vias exclusivas para ônibus também foi realizada, mas passou por vários remanejamentos com a estruturação do BRT/MOVE, que não estava no plano de 2008.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave