Daniel Lima traça novos rumos entre BH e Nova York

iG Minas Gerais | Fábio Corrêa |


Cantor faz show com canções autorais e releituras hoje no CCCP
Bruna Cabral
Cantor faz show com canções autorais e releituras hoje no CCCP

Depois de vinte anos na estrada, durante os quais acumulou passagens por nomes da cena mineira como Elétrika, Dr. Spock e Hocus Pocus, o músico Daniel Lima acaba de lançar o primeiro disco inteiramente solo. “Perfect Season”, EP que inclui cinco composições do vocalista e guitarrista, será apresentado, hoje à noite, em show no CCCP.

Fruto indireto de uma busca por caminhos distintos, o trabalho nasceu efetivamente em Nova York. Em 2009, Daniel se mudou para a megalópole norte-americana para estudar engenharia de som e produção musical. Lá, compôs “Weird”, canção que abriria as portas do músico para novas direções. “Não me considero um compositor experimental, pois gosto bastante das sonoridades básicas”, conta Lima. “Mas essa composição me apontou novos jeitos de trabalhar a estrutura da música e a sonoridade”, explica o cantor, que atribui à canção, quinta faixa do disco, a abertura do caminho para as outras músicas que completam o EP.

Inspirado no folk e no rock – principalmente daquele praticado na década de 1990 –, “Perfect Season” terminou de ser composto por Daniel no Brasil, após o retorno, em 2011. Mas a parceira com o norte-americano Iain Fraser fez com que o vocalista o voltasse aos Estados Unidos para finalizar o EP. Do estúdio de Fraser, em Nova Jersey, onde foi gravado, o CD completou o ciclo justamente onde havia sido concebido. De volta a Nova York, foi masterizado por Michael Fossenkemper, que já havia trabalho com grupos brasileiros como o Rappa e Skank.

“Concordo em parte com pessoas que dizem que, para formar disco com dez músicas, o ideal é que você tenha cem”, diz Lima, que aponta ter buscado, para “Perfect Season”, músicas que sejam “do mesmo planeta”, como define. “Não pode parar, tem que ir escrevendo, tentando. Depois, você vai passando, por um funil, as músicas que estão falando a mesma linguagem”, conclui, já adiantando que o álbum completo deverá sair no próximo ano. “O EP foi uma opção para trabalhar essas musicas antes”.

Os ensaios de Daniel Lima pelo terreno autoral, entretanto, vêm desde o início da sua trajetória. Começou em 1994, quando o vocalista fazia parte da banda Blitzkrieg – com a qual fez a primeira turnê. Com o fim do grupo, ele integrou o Dr. Spock no começo dos anos 2000 e, logo depois, o Elétrika. Com esta, excursionou, por duas vezes, pela Europa, participando de grandes festivais e abrindo shows de bandas como o Slipknot. Foi no avião, voltando da última dessas turnês, que o Elétrika chegou ao fim. Junto com o baixista Thiago Braga, Daniel Lima formou, então, o Lab, projeto “quase solo” (cujas músicas estarão representadas, em parte, no repertório de hoje), que existiu até a ida do vocalista para os EUA.

Daniel, que se considera um beatlemaníaco incorrigível, já integrou a banda cover Hocus Pocus e, hoje, mantém um projeto paralelo: a banda Singles, que, desde 2000, se dedica a tocar covers da banda Pearl Jam. O repertório de mais à noite contará com músicas do EP e do Lab, covers de artistas como Neil Young e David Bowie e canções inéditas. Uma delas, “Carousel”, está disponível gratuitamente para download em onerpm.com.br.

Agenda

O QUÊ. Daniel Lima - “Perfect Season”

QUANDO. Hoje, às 23h

ONDE. CCCP (rua Levindo Lopes, 358, Savassi)

QUANTO. R$ 30

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave