Avacoelhada

iG Minas Gerais |

Thiago Santos é esforçado na marcação, mas limitado na saída de bola e com baixa velocidade de recomposição. Apesar de não ter justificado a contratação, teve o contrato renovado para a próxima temporada. Poderá ser mais produtivo na função de típico cabeça de área, sem passar do meio-campo. Jardson foi contratado por indicação do Givanildo. A fim de formar uma equipe enxuta, sem excessos de jogadores em determinadas posições, a melhor opção deveria ter sido entre a renovação do Thiago ou a contratação do Jardson. Leandro Guerreiro também renovou. O veterano volante apresenta lentidão no reposicionamento, mas tem qualidade técnica na transição. A prioridade deveria ser para o aprimoramento e escalação do Diego, Paulinho, Renato Bruno, Júnior Lemos e Xavier. Pratas da casa com potencial para dar retorno dentro de campo e financeiro.

A voz da Massa

Saudações alvinegras! Até que enfim o Galo acertou as contas com o Refis e fez as pazes com o fisco federal. Não foi uma tarefa fácil; a confusão vinha se estendendo desde quando o clube vendeu Bernard para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia e teve parte do pagamento bloqueado pela Receita. Com a façanha do novo presidente Nepomuceno, algo em torno de R$ 45 milhões entrou para os cofres do clube e trouxe mais paz e alegria a este finzinho de 2014. A grana deve servir para quitar compromissos financeiros em aberto e, principalmente, pagar salários e premiações atrasadas dos jogadores que já começavam a chiar, e com toda razão, pois “o trabalhador é digno do seu salário”. E assim, parece não haver mais nenhum problema maior que impeça o Galão de ter boas festas de fim de ano e um próspero 2015, com as contas em dia e todo mundo satisfeito.

A voz Celeste

Saudações celestes, nação azul. Se existe algo que deixa esse torcedor aqui indignado é a injustiça, principalmente quando o injustiçado prova com números que foi bem. Do que estou falando? De alguns que, infelizmente, dizem que preferem Fred ao invés de Marcelo Moreno. Já me perguntaram o que tenho contra o jogador do “FluminenC”, e lhes digo que não tenho absolutamente nada contra o atleta, apenas acho que precisamos respeitar e defender muito mais os nossos campeões, aqueles que escreveram seus nomes na história do maior de Minas. Afirmo sem medo de errar: se Marcelo Moreno ficasse, eu já o consideraria um reforço espetacular. Sabe por quê? Olhem os números do ataque celeste, junte os nossos principais marcadores e você verá que a nossa força é coletiva e não individual. Se nos orgulhamos tanto das nossas taças, devemos crédito a quem as conquistou!

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave