Homem invade batalhão dos Bombeiros de sunga e causa estragos

Suspeito, de 33 anos, revirou sala do subcomandante e amontoou mesas e cadeiras na porta para evitar que pessoas que o "perseguiam" invadissem o local; ele confessou ter feito uso de cocaína

iG Minas Gerais | JOSÉ VÍTOR CAMILO |

Militares do 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros, localizado na avenida Antônio Carlos, no bairro São Francisco, na Pampulha, tiveram trabalho na tarde desta quinta-feira (25) depois que um homem que estaria sob efeito de drogas invadiu o local e causou estragos na sala do subcomandante da unidade. 

De acordo com a Polícia Militar (PM), um sargento dos bombeiros estava de guarda no batalhão quando ouviu um barulho e foi verificar o que se tratava. Após solicitar reforço, ele encontrou com o suspeito, de 33 anos, em um corredor da repartição. Trajando apenas um sunga vermelha, o homem estava visivelmente alterado, agressivo e aparentando ter feito uso de entorpecentes.

Assim que a viatura da PM chegou à unidade militar,os militares entraram e precisaram de algemar o suspeito, que tentou resistir à prisão. Em diálogo com os policiais, o invasor contou que pulou a grade do quartel, invadiu o salão nobre e, em seguida, chutou a porta que dava acesso à sala do subcomandante. 

No cômodo, o usuário de drogas revirou vários objetos, jogou o computador no chão e amontoou as cadeiras e mesa da sala próximo da porta, segundo ele para evitar a invasão de pessoas que estariam atrás dele para roubar sua motocicleta. Durante o diálogo com os militares, o suspeito confessou ter feito uso de cocaína e, em seguida, invadiu o batalhão para pedir ajuda. 

A suspeita é que o homem tenha tido um surto após o consumo da droga, alucinando sobre as pessoas que o perseguiam. Ainda de acordo com a PM, o homem apresentava fala arrastada e desconexa, agressividade, olhos avermelhados e suava bastante, chegando inclusive a babar durante a conversa com os policiais. 

Com uma queimadura no pé, o homem foi encaminhado ao Hospital Odilon Behres onde foi medicado e liberado. Ele foi preso em flagrante pelos danos causados ao batalhão dos bombeiros e encaminhado à Central de Flagrantes (Ceflan) 2, na região Leste de Belo Horizonte. 

Leia tudo sobre: DOIDÃOINVADEBOMBEIROSSÃO FRANCISCOPRESOESTRAGOSSUNGADETIDOCOCAÍNADROGASBABANDOODILON BEHRENS