Moradores se mobilizam a favor de novo hospital

Associação que representa 50 famílias do Mangabeiras faz campanha pelo projeto

iG Minas Gerais | Luciene Câmara |

Situação. Prédio onde Hospital Oncomed BH pretende se instalar tem sido alvo de vandalismo
FERNANDA CARVALHO / O TEMPO
Situação. Prédio onde Hospital Oncomed BH pretende se instalar tem sido alvo de vandalismo

Que a saúde deve estar em primeiro lugar, não há dúvidas. Para moradores do bairro Mangabeiras, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, é essa certeza que vale para apoiar a instalação do Hospital Oncomed BH, no antigo prédio do Instituto Hilton Rocha, que há anos está abandonado ao pé da serra do Curral. A necessidade de ampliação de leitos na capital basta para que famílias que serão vizinhas à nova unidade façam até campanha em prol do projeto. Atualmente, há um déficit na cidade de 4.616 vagas nas redes pública, privada e suplementar (plano de saúde), considerando a população que sai de outros municípios do Estado em busca de assistência.

A proposta do Hospital Oncomed BH é criar um centro de referência em câncer, com 220 leitos destinados à oncologia e também à cardiologia e à oftalmologia. Para isso, será aproveitada a estrutura do Hilton Rocha, hoje bastante degradada, mas que seria recuperada e integrada à área verde. No entanto, a realização do projeto esbarra em processos burocráticos de autorização ambiental.

O aposentado Clóvis Amaral, membro da diretoria da Associação dos Moradores da Rua Comendador Viana, que representa cerca de 50 casas do bairro Mangabeiras, iniciou ontem uma campanha. “Faço caminhada na rua em frente ao Hilton Rocha e hoje (ontem) comecei um trabalho de conscientização dos moradores e frequentadores do local. O hospital é uma necessidade do belo-horizontino e já deveria ter sido aprovado há muito tempo”, afirmou Amaral.

Ele disse que vai promover uma reunião entre os membros da associação no início de 2015 para discutir o projeto. “A minha atitude é particular e espontânea. O dinheiro não pode superar a necessidade de mais leitos. Mas, infelizmente, há pessoas que resistem ao progresso”, completou.

A médica Suzana Maria Pires do Rio, 54, diz que ela e sua família, que mora no bairro, são a favor do Hospital Oncomed BH. “Nós convivemos com o Hilton Rocha em funcionamento durante muitos anos e sempre foi tranquilo. Conheço o projeto do Oncomed e acho que será um ganho para a cidade e para o paciente oncológico. Só tenho a desejar que se realize logo. Quem daqui for contra o projeto não representará nossa família”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave