‘Não aprendem o básico para viver a vida’

iG Minas Gerais |

Brasília. O Brasil não tem, oficialmente, metas claras do que deve ser aprendido em cada nível de ensino. O aprendizado atual não corresponde a um nível avançado de domínio da disciplina, mas apenas do básico, segundo a avaliação de Priscila Cruz, diretora executiva do movimento Todos pela Educação – que estabelece metas para que, em 2022, o direito à educação de qualidade seja uma garantia.

“Em matemática, são 90% não aprendendo o básico. Estamos negando um futuro digno para eles, que não conseguem ter acesso ao básico da matemática, não conseguem avaliar um contrato de aluguel ou projetar o que pagam de juros em uma prestação. É o básico para viver a vida”, avalia.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave