Comércio aposta suas fichas nas vendas de última hora

Farmácias, supermercados e padarias ficarão abertos até as 22h; shoppings fecham às 18h

iG Minas Gerais | Ana Paula Pedrosa |

Parado. Lojistas reclamam das vendas, mas Boulevard tem recebido média de 180 mil pessoas por dia
LEO FONTES / O TEMPO
Parado. Lojistas reclamam das vendas, mas Boulevard tem recebido média de 180 mil pessoas por dia

Compra de última hora. Alguns estabelecimentos levam a sério a mania do brasileiro e ficarão com as portas abertas até tarde hoje, para atender o consumidor que se lembrou de um presente na hora que estava saindo de casa ou não comprou a bebida para a ceia. Enquanto os shoppings funcionarão até as 18h – mesmo horário previsto para o comércio de rua –, algumas lojas de conveniência, farmácias, padarias e supermercados estenderão o expediente até as 22h.

“Sempre tem um movimento bom, principalmente de pessoas procurando bebidas”, diz o gerente da padaria Romanina, Gleyson William. Segundo ele, em dezembro, a padaria aumenta o espaço dos vinhos e espumantes, que são muito demandados nesta época. Cerca de 30 funcionários irão trabalhar até as 22h de hoje.

Na drogaria Serrano, o expediente irá até as 21h30. Um dos sócios, Fabiano Jadir, diz que nas ultimas horas de funcionamento o que ele mais vende são bombons, sabonetes e colônias, que servem de presentes de última hora. Ele afirma que, neste ano, o movimento está mais fraco do que em anos anteriores, mas, mesmo assim, manterá a farmácia aberta no horário normal.

A maioria dos shoppings vai fechar às 18h, quatro horas antes do normal. O horário de abertura, também na maioria deles, será às 9h, uma hora antes do horário diário habitual.

Pessimismo. As vendas de última hora, porém, não devem aliviar o fraco desempenho que o comércio vem tendo até agora neste Natal. “Vai ter compra de última hora, mas não vai ser ela que vai salvar o resultado”, diz o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), Bruno Falci.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave