Para celebrar Bob Marley

Em 2015, músico completaria 70 anos e uma série de ações estão previstas, como lançamento de material inédito

iG Minas Gerais | da redação |

Ícone. Bob Marley levou o reggae ao mundo com sua poesia social, contestadora e libertária
Arquivo/AP
Ícone. Bob Marley levou o reggae ao mundo com sua poesia social, contestadora e libertária

Em 2015, Bob Marley completaria 70 anos. Para começar a celebrar a efeméride, a família do músico fará uma série de lançamentos comemorativos em homenagem ao legado do artista, um dos maiores nomes do reggae mundial. Pela primeira vez, os Marleys darão acesso ao Universal Music Group para vasculhar o espólio extenso e privado de músicas inéditas e promover relançamentos, vídeos e discos ao vivo.

O primeiro item do calendário é “Easy Skanking in Boston ‘78”, de Marley e o Wailers, um CD/DVD ao vivo que nunca foi lançado. As imagens da apresentação foram gravadas por um fã, que foi autorizado pelo músico a ficar na frente e no centro da plateia. Toda a apresentação foi registrada com uma câmera de mão. O lançamento está previsto para o dia 10 de fevereiro do ano que vem – quatro dias após o aniversário de Bob Marley.

Durante a turnê de 1978, do disco “Kaya”, Marley fez dois shows em Boston no dia 8 de junho. Não é possível saber qual deles é o que aparece no DVD, já que a playlist foi idêntica. Entre as faixas tocadas estão os clássicos “No Woman, No Cry”, “I Shot the Sheriff”, “Exodus”, “No More Trouble” e “Get Up, Stand Up”.

O áudio do show foi gravado na íntegra, mas como tudo foi feito com uma câmera só, há uma falha no vídeo – referente ao momento em que o diretor teve que mudar os rolos de filme ao longo do show. Essas lacunas de vídeo serão preenchidas com novas cenas de animação criadas e dirigidas por S77 e Matt Reed, que já trabalharam em clipes de artistas como Pearl Jam, Red Hot Chili Peppers e Cee Lo Green.

Nos próximos meses, a gravadora Universal pretende anunciar outras edições de luxo de álbuns de Bob Marley, além de diferentes versões de seus discos de estúdio, acrescidas de material inédito, com imagens, histórias de algumas composições, gravações demo, dentre outras curiosidades do artista, morto em maio de 1981, vítima de uma espécie de câncer de pele, que teria sido decorrente de um ferimento infeccionado no dedão do pé, que ele teria sofrido em 1977, durante uma partida de futebol em Londres.

Maconha e café. Em novembro passado, a família de Bob Marley havia anunciado a criação da Marley Natural, uma marca de produtos feitos à base de maconha – desde cigarros a cremes, passando por acessórios para os usuários da erva. As vendas, obviamente nos lugares em que a comercialização da maconha é permitida, como o Estados norte-americano do Colorado, já devem começar no fim do ano que vem.

Já existe, inclusive, uma marca de café com o nome do músico, a Marley Coffee, na qual cada variação leva o nome de músicas do compositor jamaicano, como “One Love”, “Get up, Stand up” e “Buffalo Soldier”.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave