Mattos conta que "bateu o pé" para espanhóis em negócio por L. Silva

Diretor agradeceu Real Madrid por interesse no volante, mas disse “não” em proposta inferior a 15 milhões de euros

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dupla de volantes manteve a firmeza e qualidade do meio-campo estrelado
FOTO: Douglas Magno / O TEMPO
Dupla de volantes manteve a firmeza e qualidade do meio-campo estrelado

A novela envolvendo a negociação entre Cruzeiro e Real Madrid (ESP), clube interessado no volante Lucas Silva, ainda rende capítulos. Depois de vários encontros entre dirigentes mineiros e espanhóis nas últimas semanas, o desfecho, pelo menos por enquanto, é o atual: o meio-campista segue na Toca II na próxima temporada.

Segundo Alexandre Mattos - que está de saída do clube -, ele não “faz de tudo” para vender o jovem volante. E, em todas as conversas que teve com dirigentes do Real Madrid, o Cruzeiro enfatizou que não venderia seu atleta por menos de 15 milhões de euros (aproximadamente R$ 49 milhões).

Mattos também disse que não há acordo para uma futura venda de Lucas Silva na janela de transferências do meio do ano que vem.

“Não tem nada acordado. Tivemos quatro reuniões há 30, 40 dias. Conversei diretamente com o José Ángel (Sanchez, diretor do Real Madrid) e sequer teve assunto de venda futura em outra janela (de transferências). Se o Florentino Pérez (presidente do Real Madrid), pessoa que respeitamos muito, afirma que não tem urgência na compra de jogador nesta janela, nós também não temos para nos desfazermos do Lucas, uma cria nossa e que precisamos dele para nos ajudar”, disse Mattos, durante entrevista ao programa Bastidores, da Rádio Itatiaia.

Segundo a imprensa espanhola, Pérez teria dito que o Real Madrid não precisava, neste momento, de contratar jogadores na janela de transferências que está prestes a se abrir.

“O Real Madrid (representante do clube espanhol) esteve quatro vezes sentado comigo. Liguei para o presidente Gilvan após eles ofertarem menos de 15 milhões (de euros). E o presidente não aceitou proposta menor que isso. Enquanto não respeitar o Cruzeiro, não vai levar só porque é Real Madrid. Agradeci aos espanhóis, que se dizem os maiores do mundo, mas para mim o maior do mundo é o Cruzeiro”, afirmou Mattos.

Leia tudo sobre: volantelucas silvanegociaçaoreal madridalexandre mattosbateupecruzeiro