Quadrilha especializada em 'saidinhas de banco' é desarticulada

Operação Natal Seguro, da Polícia Civil, teve apoio das delegacias regionais Centro e Sul de BH; os criminosos foram presos em flagrante após roubar R$ 7 mil de uma vítima, na região do Barreiro, em Belo Horizonte

iG Minas Gerais | Breno de Araújo |

Com o grupo foram apreendidos dois veículos, objetos, dinheiro e drogas
Divulgação PC
Com o grupo foram apreendidos dois veículos, objetos, dinheiro e drogas

Polícia Civil prende quatro homens por envolvimento em “saidinhas de banco”

Quatro integrantes de uma quadrilha especializada em roubos da modalidade conhecida como “saidinha de banco” foram presos durante a Operação Natal Seguro, da Polícia Civil (PC), deflagrada com o objetivo de combater a ação de assaltantes na Capital e na região Metropolitana de Belo Horizonte. Os suspeitos foram apresentados na tarde desta terça-feira (23) pela PC.

Graças à investigação dos policiais civis da Delegacia de Lagoa Santa, na região Metropolitana, os criminosos foram localizados em Contagem e em Ribeirão das Neves, quando tinham acabado de roubar R$ 7 mil de uma vítima, na região do Barreiro, em Belo Horizonte, sendo presos em flagrante.

Segundo o delegado Daniel Balthazar, para desencadear a Operação Natal Seguro, sua equipe contou com o apoio de policiais civis das delegacias regionais Centro e Sul de BH. A parceria possibilitou a prisão em flagrante dos criminosos, no dia 20 de novembro. “Um intenso rastreamento permitiu que os três fossem presos, sendo que um quarto envolvido conseguiu escapar, na ocasião”, explica.

Ainda segundo com o delegado Daniel Balthazar, todos os quatro presos possuíam antecedentes criminais, contra um deles havia quatro mandados de prisão em aberto, outro também era foragido da justiça, o terceiro tinha passagens por roubo e homicídio e, o último, também tinha antecedentes pelos mesmos dois crimes e seria, inclusive, portador de tornozeleira eletrônica.

Com o grupo foram apreendidos dois veículos, sendo um Gol e um Focus, mochilas que eram usadas para recolher o dinheiro dos roubos, diversas roupas de marcas famosas, cerca de R$ 2.800 em dinheiro, uma balança digital, munições e ainda porções de maconha e de cocaína.

Um dos presos foi encaminhado para o presídio de Lagoa Santa, onde permanecem presos, à disposição da Justiça. Os outros três foram encaminhados para o Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Contagem.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave