Anel Rodoviário está bloqueado por manifestantes na altura do Betânia

Cerca de 100 moradores da comunidade Novo Paraíso colocam fogo a pneus para fechar a via em protesto contra a ordem de desapropriação do terreno onde moram há mais de três anos

iG Minas Gerais | JULIANA BAETA |

Cerca de 600 famílias ocupam atualmente o terreno que estava abandonado
Reprodução/ Facebook
Cerca de 600 famílias ocupam atualmente o terreno que estava abandonado

O Anel Rodoviário está fechado nos dois sentidos por cerca de 100 manifestantes na altura do bairro Betânia, na região Oeste de Belo Horizonte. O motivo é que as cerca de 600 famílias da comunidade Novo paraíso estão ameaçadas de serem retiradas do terreno que ocupam, no bairro Palmeiras.

O ato ocorre no sentido Vitória, perto do Pátio do Detran, e os manifestantes queimam pneus para bloquear a via. A Polícia Militar e uma equipe dos bombeiros estão no local e o protesto é pacífico. Ainda não há previsão de quando a via será liberada, mas o trânsito já começa a ficar lento na região.

Conforme um dos moradores do terreno, Valério de Oliveira, os manifestantes irão resistir. “Isso é porque o pessoal da Cowan trouxe uma ordem de despejo na última sexta-feira, véspera de Natal, e nem nos avisou antes para que pudéssemos nos defender. Foi uma ordem arbitrária, estamos no local há mais de três anos, moramos em casas de alvenaria, temos supermercado, açougue, comércio em geral, ou seja, geramos imposto pra prefeitura. Tem muita gente idosa morando aqui, muitas crianças, ninguém nem falou pra onde a gente vai se for retirado daqui. Não podemos permitir isso, a gente pode até perder a vida, mas vamos resistir”, disse. 

 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave