Marrocos tem prejuízo de R$60 mi após Mundial de Clubes

Segundo o jornal local “Akhbar Al Yawm”, o alto valor refere-se, entre outras coisas, a gastos de transporte e alojamento de convidados "de alto nível"

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Real Madrid festeja conquista de seu quarto título mundial
AFP/ DIVULGAÇÃO
Real Madrid festeja conquista de seu quarto título mundial

O Marrocos teve um prejuízo de 30 milhões de dólares (cerca R$60 milhões) após o Mundial de Clubes da Fifa. Segundo o jornal local,  Akhbar Al Yawm, o alto valor refere-se, entre outras coisas, a gastos de transporte e alojamento de “convidados de alto nível”.

Outro grande prejuízo foi a construção do Estádio Princípe Muley Abdullah, em Rabat, que custou 25 milhões de dólares (aproximadamente R$66 mi) aos cofres do país. A arena não recebeu a partida entre Real Madrid-ESP e Cruz Azul-MEX, pelas semifinais do torneio, após a Fifa considerar as condições do gramado como inapropriadas, devido as fortes chuvas do final do ano.

Após o escândalo, o rei do Marrocos, Mohamed VI, suspendeu o ministros do Esportes, Mohamed Uzin, da suas atividades. Nesta terça-feira, Uzin comparecerá ao Parlamento, para prestar contas sobre os gastos com o Mundial, incluindo o escândalo do Estádio Princípe Muley Abdullah.

O torneio foi conquistado pelo Real Madrid, após derrotar o San Lorenzo-ARG, no último sábado, por 2 a 0.   

Leia tudo sobre: mundial de clubesfifamarrocosprejuizo