RS tem desabrigados e cidades em emergência devido a vendaval

No início da tarde desta segunda-feira (22), as concessionárias de energia informaram que ainda havia quase 130 mil imóveis sem energia em todo o Estado

iG Minas Gerais | Folhapress |

Quase dois dias depois que temporais atingiram todo o Rio Grande do Sul, no sábado (20), milhares de pessoas ainda estão sem energia elétrica e sem fornecimento de água pelo Estado.

O município de Esteio, na região metropolitana de Porto Alegre, foi um dos mais atingidos e decretou situação de emergência. Ventos de mais de 100 km/h derrubaram postes de luz, árvores e danificaram cerca de 300 casas na cidade.

Na fronteira com o Uruguai, a Prefeitura de Santana do Livramento também vai encaminhar um decreto de emergência devido a destelhamentos em mais de 400 imóveis.

Em um parque eólico no município, a forte ventania derrubou oito torres de geração de energia que tinham 136 metros de altura e 600 toneladas. O prejuízo ainda está sendo avaliado.

Em São Gabriel, também na região da fronteira, seis escolas foram danificadas e um homem ficou ferido devido à queda de um poste. A Defesa Civil Estadual informou que 1.164 pessoas tiveram que deixar suas casas em todo o Estado.

No aeroporto da capital gaúcha, o vento virou de cabeça para baixo uma pequena aeronave que estava parada em um dos pátios. Também houve estragos em hangares.

No início da tarde desta segunda-feira (22), as concessionárias de energia informaram que ainda havia quase 130 mil imóveis sem energia em todo o Estado, a maioria na região metropolitana e na fronteira com o Uruguai.

Em Viamão, na região metropolitana, três crianças e uma adolescente de 15 anos morreram na noite de sábado em um incêndio em uma casa de madeira durante o blecaute. Segundo os Bombeiros, o fogo foi provocado por uma vela.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave