Madonna disse estar vivendo 'em estado de terror' depois de vazamento

Músicas do novo álbum "Rebel Heart" caíram na rede, obrigando a cantora a lançar seis faixas do disco, antes do planejado

iG Minas Gerais | Folhapress |

Disco. Madonna não escondeu a chateação com vazamentos de faixas de seu disco
Reprodução
Disco. Madonna não escondeu a chateação com vazamentos de faixas de seu disco

A cantora Madonna defendeu sua descrição dos vazamentos de faixas de seu novo álbum como "estupro artístico" e "uma forma de terrorismo". Em uma entrevista no domingo (21) ao jornal inglês "The Guardian", Madonna disse que após a brecha de segurança estava "vivendo em estado de terror".

"Obviamente há alguém, ou um grupo de pessoas por trás disso, que estava basicamente me aterrorizando."

A liberação das músicas, que a cantora disse serem apenas versões demo, fez Madonna lançar seis faixas de seu novo álbum, "Rebel Heart", antes do previsto.

"É diferente de entrarem na sua casa e roubarem um quadro: também é uma violação, mas, como artista, roubarem seu trabalho é devastador", disse.

Segundo ela, o roubo a forçou a repensar suas práticas de trabalho e medidas de segurança --particularmente após o ataque à Sony Pictures.

"As pessoas precisam das artes, nós precisamos estar inspirados, precisamos ouvir os discos dos outros e ver os filmes dos outros. Por que destruir o processo para as pessoas criativas? Vai afetar todo mundo."

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave