Detido na Bulgária brasileiro que pretendia ingressar no EI

Jovem reside na Catalunha e foi detido na segunda-feira depois de uma investigação conjunta entre a Interpol e a Polícia Nacional espanhola

iG Minas Gerais | AFP |

Um jovem brasileiro de 18 anos anos foi detido na Bulgária, quando se dirigia à Síria para entrar no grupo jihadista Estado Islâmico (EI), e neste domingo o Itamaraty informou que acompanha o caso.

O jovem reside na Catalunha, Espanha, e foi detido na segunda-feira depois de uma investigação conjunta entre a Interpol e a Polícia Nacional espanhola, além dos 'Mozos de Escuadra', a polícia autônoma catalã, noticiou a imprensa brasileira.

Ele foi preso juntamente com dois marroquinos, também residentes da Catalunha, no posto fronteiriço Kapitaan Andreevo. Os três planejavam ir até a Turquia e depois viajar para a Síria.

A polícia disse que o grupo era seguido desde junho e comprovou que as três pessoas iniciaram um processo de radicalização religiosa, divulgando mensagens a favor da Jihad e evidenciando sua intenção de engrossar as fileiras do EI.

"A chancelaria brasileira acompanha o caso e a delegação diplomática em Sófia fez contato com o cidadão", disse neste domingo à AFP um porta-voz da chancelaria. Segundo a imprensa no Brasil, a Espanha pedirá a extradição do jovem da Bulgária para processá-lo por delitos de terrorismo.

Entre 80 e 100 espanhóis se juntaram às "milícias jihadistas" no Iraque ou na Síria, segundo fontes judiciais da Espanha. Outras centenas procedem de outros países europeus, como a França. Várias redes de captação foram desmanteladas na Espanha e Marrocos, a maioria nos enclaves de Ceuta e Melilla, em Barcelona e arredores, e em Madri.  

Leia tudo sobre: Estado IslâmicoEIjihadistabrasileiropresoEspanha