Homem mata dois policiais em NY e depois comete suicídio

Policiais estavam sentados em sua viatura quando foram alvejados nesse sábado, à luz do dia; ainda não se sabe a motivação do crime

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Dois policiais de Nova York foram assassinados a tiros no sábado em plena luz do dia, quando estavam sentados em sua viatura, por um homem que depois cometeu suicídio. "Eles foram assassinados a tiros, sem advertência, quando estavam sentados em sua patrulha no Brooklyn. Foram simplesmente assassinados", afirmou o chefe de polícia de Nova York, Bill Bratton, em uma entrevista coletiva.

Wenjian Liu, que havia se casado há dois meses, e Rafael Ramos, pai de um adolescente de 13 anos, foram "emboscados e assassinados" - com tiros na cabeça - quando estavam sentados na parte dianteira de um carro de polícia, completou Bratton. O ataque aconteceu no bairro de Bedford Stuyvesant, Brooklyn, às 14H50 locais (17H50 de Brasília.

As motivações do criminoso ainda não foram determinadas, mas não há nenhum indício de ligação com um ato de terrorismo, afirmou Bratton. A polícia identificou o atirador como Ismaaiyl Brinsley, um afro-americano de 28 anos. Na manhã de sábado, o jovem atirou contra a ex-namorada em Baltimore, antes de viajar até o Brooklyn e matar os dois agentes.

Os oficiais não tiveram  tempo de reagir e não conseguiram sequer observar o agressor, de acordo com Bratton. Depois do crime, Brinsley fugiu a pé, entrou em uma estação de metrô e cometeu suicídio com um tiro na cabeça. "Brinsley atirou na cabeça. Tirou sua vida. Encontramos uma arma prateada semiautomática perto do corpo", disse Bratton. AFP 

Leia tudo sobre: Estados UnidosBrooklinpoliciaismortosassassinadossuicídio