Mosaico de personagens

iG Minas Gerais |

Apaixonada por teatro desde a infância, Sheron Menezzes se descobriu na televisão. A estreia foi sob o comando de Luiz Fernando Carvalho, que ficou impressionado com seu teste e a escalou para “Esperança”, de 2002.

A partir daí, a trajetória de Sheron segue em uma crescente. Em quase 13 anos de Globo, passou pelo posto de patricinha afetada em “Duas Caras”, chorou muito ao viver a humilde e iludida Milena de “Caras & Bocas” e teve sua primeira experiência como vilã em “Lado a Lado”, um de seus papéis preferidos. “Eu gosto muito do mosaico que tenho conseguido criar na minha carreira. E ser vilã é mesmo muito instigante. Mesmo que elas, na maioria das vezes, se deem mal no fim”, brinca.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave