Brasileiro acusado de integrar facção vive na Espanha desde os 11 anos

Ele foi preso pela Interpol enquanto tentava chegar à Síria para lutar com a facção; jovem teria se radicalizado e feito inscrição no EI pela internet

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O brasileiro de 18 anos preso na Bulgária por suspeita de integrar o Estado Islâmico se mudou para a Espanha aos 11. Ele foi preso pela Interpol enquanto tentava chegar à Síria para lutar com a facção. Segundo a polícia catalã, foi na Catalunha que o jovem se converteu ao islamismo e se radicalizou, inscrevendo-se no EI pela internet. De acordo com o Itamaraty, representantes do consulado do Brasil na Bulgária visitaram o rapaz na prisão, que passa bem, e prestam-lhe assistência consular. Seu nome não foi divulgado. Como ele não cometeu crime em território búlgaro, sua extradição à Espanha é dada como certa e pode acontecer já no domingo (21). Ele será levado à Madri, onde aguardará julgamento em prisão preventiva e responderá sob acusação de terrorismo. Mesmo sem saber a identidade, o governo de Goiás -o jovem é de Formosa (GO)- tenta encontrar a família do jovem para oferecer apoio e acompanhar o caso. Folhapress

Leia tudo sobre: brasileiroEIEstado IslâmicojihadistarebeldeterrorismoEspanhaBrasil