EI executa homem acusado de facilitar ataques do regime sírio

Grupo jihadista que controla partes da Síria e do Iraque divulgou imagens do homem, exibido diante de uma multidão com uma faca no pescoço

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

O grupo Estado Islâmico (EI) executou em público um sírio acusado de ajudar o regime a executar bombardeios aéreos, informou o portal americano SITE, que monitora páginas islamitas.

O grupo jihadista que controla partes da Síria e do Iraque divulgou imagens do homem, exibido diante de uma multidão. O vídeo para no momento em que um integrante do EI pega a vítima pela cabeça e encosta uma faca em seu pescoço.

Após a execução, que aconteceu na província síria de Aleppo (norte), os jihadistas exibiram o corpo do acusado.

O grupo sunita extremista alegou que o homem instalou aparelhos de rastreamento que ajudaram o regime a matar mais de 190 pessoas em bombardeios aéreos.

Em outubro e novembro, o governo sírio intensificou a campanha aérea contra zonas controladas pelo EI e outros grupos rebeldes.

Em apenas 40 dias, mais de 500 pessoas morreram em quase 2.000 ataques aéreos, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), uma ONG com sede na Inglaterra. AFP

Leia tudo sobre: Estado IslâmicoEIdecapitaçãomorteexecuçãoSíriaIraque