Real não quer saber de zebra

Apesar de ser o azarão, time argentino se apega na velha garra e na torcida do papa

iG Minas Gerais |

Em branco. Embora o Real Madrid tenha vencido a semifinal por 4 a 0, Cristiano Ronaldo não marcou gols e quer desencantar hoje
Laurent Gillieron
Em branco. Embora o Real Madrid tenha vencido a semifinal por 4 a 0, Cristiano Ronaldo não marcou gols e quer desencantar hoje

Marrakesh, Marrocos. O Real Madrid-ESP vai contar com um importante reforço para a final do Mundial de Clubes da Fifa, disputado no Marrocos: o meia James Rodriguez se recuperou de lesão na panturrilha e foi liberado pelo departamento médico para enfrentar o San Lorenzo-ARG, às 17h30 (horário de Brasília) deste sábado. Já Sérgio Ramos é dúvida e ainda depende de reavaliação médica.

“Não há riscos (para James Rodríguez), já que ele tem treinado desde quarta-feira e se recuperou completamente”, afirmou o técnico Carlo Ancelotti, em entrevista coletiva nessa sexta-feira. O meia colombiano passou as duas últimas semanas entregue ao departamento médico do Real Madrid.

Já o zagueiro Sérgio Ramos é dúvida para o confronto, por ter sentido lesão na coxa no início do segundo tempo da goleada por 4 a 0 sobre o Cruz Azul, na semifinal do Mundial, disputada na última terça-feira. Ele será reavaliado antes do jogo desta tarde para saber se poderá entrar em campo no Estádio de Marrakesh.

Se vencer o San Lorenzo neste sábado, o Real Madrid vai aumentar o recorde espanhol de vitórias em sequência, chegando ao 22° triunfo, além de colocar mais um troféu em sua prateleira: em 2014 conquistou a Liga dos Campeões, a Copa do Rei e também a Supercopa Europeia.

Relativo. Sobre o papa Francisco, torcedor confesso do San Lorenzo, Sérgio Ramos lembrou que isso não vai influenciar na partida.

“Eu também sou cristão e acredito em Deus. Mas, no futebol, às vezes, não adianta muito. Na semifinal, notamos o apoio da torcida como se estivéssemos em casa. Isso resume a grandeza desta equipe. O Real Madrid é a equipe de Deus e do mundo. Sabemos que o San Lorenzo tem seus torcedores, que os argentinos vivem o futebol de maneira intensa. Eu, como madridista, tenho que lutar pelo meu, mesmo o papa sendo torcedor do San Lorenzo. Vamos tentar levar este título”, disse o zagueiro.

Apito. A pressão do San Lorenzo deu certo. Depois de os argentinos reclamarem da possibilidade de ter um árbitro europeu apitando a final do Mundial de Clubes, a Fifa anunciou nessa sexta-feira que o guatemalteco Walter Lopez será o responsável por conduzir a decisão com o Real Madrid.

Cotado para a final, o português Pedro Proença, alvo da desconfiança do San Lorenzo, foi escalado para a partida que vai decidir o terceiro lugar, entre Cruz Azul-MEX e Auckland-NZL, a partir das14h30.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave