Reforma é mais urgente que obra

iG Minas Gerais | BERNARDO MIRANDA |

Mais importante que pensar na implantação do Rodoanel é viabilizar a reforma total do Anel Rodoviário, que está travada em um impasse entre o Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Nisso concordam especialistas em trânsito e representantes das empresas de transporte de cargas.  

“O Rodoanel é importante, mas o que não é possível esperar mais é a reforma completa do Anel. Ele continua nesse estado precário, com muitos acidentes e mortes”, diz Márcio Aguiar, especialista em transportes e engenheiro de trânsito.

Consultor técnico do Sindicato das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais (Setcemg), Luciano Medrado lembra que a reforma do Anel prevê pistas marginais, em que será possível segregar o tráfego urbano e o rodoviário. “Com a separação, o trânsito fluirá com rapidez e segurança, o que dispensará a proibição do tráfego de caminhões”.

Parte do projeto para reforma do Anel foi concluída pelo DER-MG, mas o Dnit ainda decide se irá começar as obras pelos trechos onde o projeto já foi finalizado ou somente após a conclusão do documento. 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave