Três novos casos de febre Chikungunya são confirmados em Minas Gerais

Pacientes são de Alfenas, Estiva e Belo Horizonte; em todos os casos, a provável infecção aconteceu fora do Brasil

iG Minas Gerais | Da redação |

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou três novos casos de febre Chikungunya em Minas Gerais nesta sexta-feira (19). Os pacientes infectados são de Alfenas e Estiva, no Sul de Minas, e Belo Horizonte, e estão na fase aguda da doneça. Nos três casos, segundo a SES, a infecção pela doença aconteceu, provavelmente, fora do Brasil. Com as confirmações, o número de casos de Chikungunya registrados em Minas subiu para cinco.

O caso de Alfenas é de uma mulher de 50 anos que, possivelmente, foi infectada na Colômbia. Ela começou a ter os sintomas da doença no dia 21 de novembro.

Em Estiva, a paciente infectada tem 28 anos e também começou a apresentar os sintomas da Chikungunya em novembro. Segundo a SES-MG, a suspeita é que ela também tenha sido infectada na Colômbia.

O paciente de Belo Horizonte é um homem de 34 anos, que mora nos Estados Unidos e veio passar férias com a família após um período na Jamaica, onde teria sido infectado pelo vírus da Chikungunya.

Todos os pacientes receberam atendimento médico e foram liberados para dar continuidade ao tratamento em casa.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave