Medina está nas quartas e vê rival cair para repescagem

Brasileiro está a duas vitórias do título; se chegar na final, garante a conquista do campeonato

iG Minas Gerais | BRUNO TRINDADE |

USA - PIPE MASTERS / WCT / SURFE / GABRIEL MEDINA - ESPORTES - Gabriel Medina treina na Praia de Pipeline, na ilha de Oahu, no Hava. No décimo dos 13 dias de janela do Pipe Masters, a organização decidiu não realizar a competição depois de avaliar que o mar não apresenta condições adequadas para a disputa. 18/12/2014
Foto: THIAGO BERNARDES/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
USA - PIPE MASTERS / WCT / SURFE / GABRIEL MEDINA - ESPORTES - Gabriel Medina treina na Praia de Pipeline, na ilha de Oahu, no Hava. No décimo dos 13 dias de janela do Pipe Masters, a organização decidiu não realizar a competição depois de avaliar que o mar não apresenta condições adequadas para a disputa. 18/12/2014 Foto: THIAGO BERNARDES/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

O surfista brasileiro Gabriel Medina segue mostrando porque é o líder do ranking mundial. Com ótimas manobras, ele venceu a bateria do quarto round e seguiu direto para as quartas de final do Mundial de surfe. Ele está a duas vitórias do título. Se chegar à final, fica com o caneco. O paulista, que somou 15,67, teve uma vitória apertada. Ele superou o também brasileiro Filipe Toledo, que liderou a bateria faltando dois minutos para o fim, com 15,23. Toledo, juntamente com o terceiro colocado, o australiano, Josh Kerr (4,97), vão para a repescagem.

A situação está cada vez mais difícil para o tricampeão Mick Fanning. Ele perdeu a bateria do quarto round, ficou em segundo e terá que passar pela repescagem. O australiano só tira o título de Medina se vencer a etapa em Pipeline e o brasileiro não chegar à final.

Caso Fanning não passe às quartas, o líder conquista o título mundial de forma antecipada.

Leia tudo sobre: MundialsurfeGabriel Medinaquartas de finalduas vitoriastituloMick Fanning