Bolsa fecha semana no azul, mas tem perda de mais de 9% em dezembro

A valorização do Ibovespa foi de 2,38% nesta sexta (19), para 49.650 pontos. O volume financeiro ficou em R$ 5,821 bilhões

iG Minas Gerais | Folhapress |

A retomada nos preços das commodities no exterior impulsionou ações de Petrobras e Vale nesta sexta-feira (19), ajudando o principal índice da Bolsa brasileira a fechar o pregão no azul. Com isso, o desempenho do Ibovespa também foi positivo no acumulado dos últimos cinco pregões, depois de três perdas semanais consecutivas.

A valorização do Ibovespa foi de 2,38% nesta sexta (19), para 49.650 pontos. O volume financeiro ficou em R$ 5,821 bilhões. Na semana, o índice subiu 3,44%. Mesmo assim, no mês, a queda acumulada chega a 9,27%. Diante da retomada dos preços do minério de ferro na China, as ações preferenciais da Vale, sem direito a voto, fecharam o dia em alta de 8,24%, para R$ 18,78 cada uma. Já os papéis ordinários da companhia, com direito a voto, subiram 8,07%, para R$ 21,57.

A mineradora brasileira vem sofrendo nos últimos meses em meio a sinais de desaceleração da China, principal destino de suas exportações, além do aumento da oferta global de minério, o que pressionou para baixo os preços da matéria-prima. Também no azul, os papéis preferenciais da Petrobras ganharam 3,91% nesta sexta (19), para R$ 9,83 cada um. Os ordinários subiram 4,66%, para R$ 9,44. O avanço refletiu o aumento nos preços do petróleo neste pregão, após ter atingido nos últimos dias seu menor valor em mais de cinco anos. . Segundo analistas, também pesou favoravelmente sobre as cotações dos papéis a expectativa de mudança na diretoria da Petrobras. As ações da petroleira, no entanto, têm baixa de mais de 20% no mês, diante dos desdobramentos das denúncias de corrupção dentro da companhia. Nomes de executivos do setor privado têm sido citados como possíveis cotados para assumir a companhia. "Esta contratação seria o primeiro passo no caminho para a recuperação", escreveu em nota a clientes o ex-diretor do Banco Central Mario Mesquita, que hoje comanda a área de economia do Banco Brasil Plural.

Outra empresa que fechou no azul e ajudou a sustentar a alta da Bolsa brasileira nesta sexta-feira foi a BRF. A ação da companhia subiu 4,72%, para R$ 64,40. A empresa de alimentos anunciou na véspera que seu conselho de administração aprovou a recompra de até R$ 1 bilhão em ações. A operação é uma forma de agregar valor aos acionistas, já que a própria companhia sinaliza ao mercado que, em sua opinião, o preço dos papéis está abaixo do que deveria estar.

As ações de Itaú (+1,55%) e Bradesco (+2,56%) também retomaram os ganhos, após novas especulações sobre eventual retorno da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira) justificarem realização de lucros nos papéis.

A Gol teve nova sessão de ganhos, subindo 2,40%, mesmo com a alta dos preços do petróleo e leve valorização do dólar, o que encarece seu custo operacional.

A companhia aérea recebeu melhora na recomendação pelo Credit Suisse, para "outperform" (desempenho acima da média do mercado), com preço-alvo em R$ 20.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave