Missão norte-coreana na ONU nega envolvimento em ciberataque

"Nosso país não tem relação com o hacker", disse à agência o conselheiro político norte-coreano, Kim Song

iG Minas Gerais | AFP |

A missão norte-coreana na ONU negou nesta sexta-feira (19) envolvimento em um ciberataque contra a Sony Pictures depois que o FBI (polícia federal americana) informou ter evidências de que Pyongyang estava por trás do ataque.

"Nosso país não tem relação com o hacker", disse à AFP o conselheiro político norte-coreano, Kim Song.

"No há qualquer relação. Isto não merece comentário", reforçou. "A Entrevista" é uma comédia de situação, protagonizada por James Franco e Seth Rogen, sobre um complô orquestrado pela CIA para matar o líder norte-coreano Kim Jong-un.

O longa estrearia em 25 de dezembro nos Estados Unidos, mas a Sony Pictures teve que cancelar seu lançamento depois que os hackers, que já tinham causado um grave problema à empresa, após a divulgação de roteiros, documentos e e-mails privados, fizeram graves ameaças a toda pessoa que fosse ao cinema ver o filme.

Nesta sexta-feira (19), o FBI acusou Pyongyang de estar por trás deste ataque informático e considerou que "estes atos de intimidação são um comportamento de parte de um Estado".

"O FBI tem provas suficientes para concluir que o governo norte-coreano é responsável por estes atos", destacou a polícia federal americana, em nota oficial.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave