BC prevê deficit na balança comercial e rombo em transações correntes

Será o maior déficit comercial do país desde 1998, quando as compras de produtos importados superaram as vendas brasileiras ao exterior em US$ 6,6 bilhões

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

A balança comercial brasileira fechará o ano no vermelho pela primeira vez desde 2000, segundo projeção do Banco Central divulgada nesta sexta-feira (19). A instituição espera que as importações superem as exportações em US$ 2,5 bilhões.

Este será também o maior déficit comercial do país desde 1998, quando as compras de produtos importados superaram as vendas brasileiras ao exterior em US$ 6,6 bilhões.

Para 2015, o BC espera que as exportações voltem a superar as importações, resultando em um superavit de US$ 6 bilhões (venda de US$ 234 bilhões e compras de US$ 228 bilhões).

Transações correntes

O resultado da balança comercial é um dos fatores que levaram o BC a revisar a projeção de deficit nas transações correntes do Brasil com o exterior de US$ 80 bilhões (3,52% do PIB) para US$ 86,2 bilhões (3,94% do PIB).

Em termos nominais, o valor será recorde. Na comparação com o PIB, será o maior resultado negativo desde 2001 (4,2% do PIB).

Contribuiu para a revisão o resultado de novembro, um déficit de US$ 9,3 bilhões, valor recorde para o mês.

Para 2015, o BC projeta déficit nas transações correntes de US$ 83,5 bilhões (3,80% do PIB).