Gilvan deixa nome de diretor em 'stand by' e assumirá diretoria

Presidente estrelado acumulará funções no comando do clube e no departamento de futebol, contando com a ajuda do experiente vice

iG Minas Gerais | GUILHERME GUIMARÃES |

Presidente do Cruzeiro ficou satisfeito com mudanças apresentadas pela Minas Arena no retorno do Cruzeiro ao Mineirão
Washington Alves/VIPCOMM
Presidente do Cruzeiro ficou satisfeito com mudanças apresentadas pela Minas Arena no retorno do Cruzeiro ao Mineirão

O atual diretor de futebol do Cruzeiro, Alexandre Mattos, está com os dias contados na Toca II. De saída do clube para “respirar novos ares”, o dirigente deixará uma lacuna aberta na diretoria a partir do dia 31 de dezembro, quando termina o seu contrato.

Sem pensar, pelo menos por enquanto, em uma substituição, o presidente Gilvan de Pinho Tavares assumirá o cargo. Como confia bastante em seu novo vice-presidente, José Francisco Lemos Filho, o atual mandatário celeste garante que conseguirá se revezar nas funções sem que os trabalhos fiquem comprometidos.

“Eu já disse, já declarei antes que, por enquanto, não estou pensando em nome, não vou trazer ninguém para o cargo. Tenho um novo companheiro de diretoria (José Francisco Lemos Filho) que pode cuidar da parte administrativa, serviço que toma muito tempo do presidente do Cruzeiro. Ele pode assinar documentos que nos complicam em algumas situações. Terei mais tempo para dedicar ao futebol”, garantiu.

Segundo Gilvan de Pinho Tavares, Alexandre Mattos sonha em assumir um cargo de gerência na Confederação Brasileira de Futebol. E, por isso, resolveu deixar o Cruzeiro, mesmo estando em alta com a torcida e com a própria presidência estrelada. 

Leia tudo sobre: gilvandeixanomediretorindefinidoassumediretoriafutebolcruzeiro