Tarifa ficou mais cara durante licitação

A data-base a ser usada para o reajuste desses valores foi alterada. Quando for iniciada a cobrança do pedágio, haverá um reajuste dos preços previstos no edital, com base na inflação do período

iG Minas Gerais | bernardo Miranda |

Depois de lançado, o edital da licitação passou por mudanças. Uma delas foi o aumento no valor a ser cobrado de pedágio. Na primeira versão do edital, o valor seria de R$ 7 para quem percorresse todo os 66 km da rodovia e de R$ 4 para quem passasse apenas por um trecho. Porém, um errata alterou esses valores para R$ 7,10 e R$ 4,10, respectivamente.  

A data-base a ser usada para o reajuste desses valores foi alterada. Quando for iniciada a cobrança do pedágio, haverá um reajuste dos preços previstos no edital, com base na inflação do período. Na primeira versão do edital, a data-base era abril de 2014. Na versão após a errata, passou para outubro de 2013. Com essa antecipação, há um aumento de seis meses de inflação acumulada, o que irá deixar a tarifa mais alta na hora de calcular o reajuste. Ao todo, foram 12 erratas durante o processo de licitação.

Governo. Segundo nota da Secretario de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop), as erratas “ocorreram no período que antecedeu a abertura dos envelopes de propostas, seguindo estritamente os conforme legais”. O Estado garantiu ainda que todo o processo foi feito de maneira transparente.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave