Ministério Público busca saída

A empresa, por meio de nota, confirma que possui um acordo firmado em 2010 que prevê uma verba equivalente a 70% dos custos operacionais do Hospital Imaculada Conceição, de três a cinco anos

iG Minas Gerais |

O Ministério Público Estadual (MPE) de Conceição do Mato Dentro está buscando soluções para que a Anglo American cumpra a promessa de ajudar o hospital da cidade. “Como a Licença de Operação (LO) já foi dada, a maior preocupação é garantir que a ajuda aconteça mesmo assim”, ressalta o promotor de Justiça Marcelo Mata Machado.  

A empresa, por meio de nota, confirma que possui um acordo firmado em 2010 que prevê uma verba equivalente a 70% dos custos operacionais do Hospital Imaculada Conceição, de três a cinco anos. Mas explica que, “considerando a precária situação econômica da instituição, a destinação da verba não foi realizada, pois poderia deixar de ser dirigida ao fim pretendido e ser bloqueada pela Justiça trabalhista. Cabe destacar que as dívidas contraídas pela instituição são anteriores à instalação do sistema Minas-Rio.”

“A promotoria está buscando administradores privados para gerenciar o hospital e sanear as dívidas, para viabilizar a ajuda financeira acordada com a Anglo”, explica Machado.

Reunião

Conversas. No último dia 16 de dezembro, foi realizada uma reunião entre MPE, Anglo e Federação das Casas e Hospitais Filantrópicos (FederaSantas), para discutir os repasses ao hospital.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave