Sony cancela lançamento

Diante da ameaça terrorista e do receio de salas de cinema em exibir a produção, estúdio desiste de longa-metragem

iG Minas Gerais |

Trama. No longa, James Franco e Seth Rogen vivem jornalistas com a missão de matar Kim Jong-un
Sony
Trama. No longa, James Franco e Seth Rogen vivem jornalistas com a missão de matar Kim Jong-un

São Paulo. A Sony cancelou a estreia nos cinemas de “A Entrevista” após pressão das principais redes de cinemas norte-americanas. No Brasil, a estreia da produção – programada para o dia 29 de janeiro – também está cancelada “até segunda ordem”, segundo comunicado da assessoria de comunicação da empresa no país.

O cancelamento ocorre na sequência de ameaças de grupos hackers de gerar um ataque de “proporções semelhantes ao 11 de Setembro” caso o filme, que mostra dois jornalistas contratados pela CIA para assassinar o líder norte-coreano Kim Jong-un, estreasse nos cinemas no dia 25 de dezembro.

O temor dos varejistas era de que a estreia do filme gerasse pânico e atrapalhasse a temporada de Natal. “À luz da decisão dos cinemas de não exibir ‘A Entrevista’, decidimos não ir adiante com o planejamento para a estreia em 25 de dezembro”, disse a empresa em um comunicado.

No mesmo texto, a Sony Pictures reforçou ainda que estava “entristecida pelo esforço descarado de atrapalhar a distribuição de um filme e causar danos à nossa empresa”, além de reforçar seu apoio aos produtores do filme. Ainda não se sabe se o filme poderá estrear nos cinemas ou se chegará ao público por outras formas.

Fontes da revista “Variety” afirmavam que a estratégia de lançá-lo em vídeo sob demanda é uma das propostas mais bem aceitas dentro da Sony Pictures. No entanto, “A Entrevista” não deve ser lançado sequer em DVD. Estrelado por James Franco e Seth Rogen, o filme é tido como a principal causa para os diversos ciberataques à Sony Pictures que ocorrem há duas semanas.

Na primeira invasão, cinco filmes inéditos da empresa foram vazados. Dias depois, mensagens internas e senhas de redes sociais e cartões de crédito da Sony Pictures também vieram a público.

Além de “A Entrevista”, a Sony divulgou também que não irá lançar em março, como previsto, o longa “Pyongyang”, do diretor Gore Verbinski, estrelado por Steve Carell. Baseado na graphic novel de Guy Delisle, o suspense retrata experiências de um ocidental que trabalha na Coreia do Norte por um ano.

Protesto. Uma rede de cinemas texana irá exibir o longa “Team America” no dia 27 de dezembro para protestar contra o cancelamento de “A Entrevista”.

“Team America” é uma comédia de 2004 que ridiculariza Kim Jong-il, pai do atual líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un – que está no centro da trama de “A Entrevista”.

Além de exibir “Team America” (dos criadores de “South Park”) de graça, o cinema de Dallas irá dar aos frequentadores armas de brinquedo e ficará enfeitado com bandeiras norte-americanas e balões, segundo o jornal “Washington Post”. “A atuação ainda é o maior dom que qualquer ser humano pode possuir e é o único jeito de salvar a América dos terroristas”, diz em um comunicado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave