Mineiras em confronto direto

Time da capital encara o Brasília, enquanto a equipe do Triângulo joga contra o São José

iG Minas Gerais | Thiago Prata |

Crescimento. 
Time do técnico Queiroga tem evoluído e já mira entrar no grupo dos quatro primeiros
DENILTON DIAS / O TEMPO
Crescimento. Time do técnico Queiroga tem evoluído e já mira entrar no grupo dos quatro primeiros

O início da Superliga feminina deu a falsa impressão de que uma das duas equipes mineiras participantes brigaria nas cabeças, enquanto a outra iria penar na competição. Enquanto o Dentil-Praia Clube iniciou o torneio a todo vapor, o Camponesa-Minas amargava várias derrotas. Só que muita coisa mudou. De mero coadjuvante, o time minastenista se reabilitou e passou a sonhar com o quarto lugar. Já a agremiação de Uberlândia deixou o G-4 e viu o rival se aproximar.

Com os últimos resultados, Minas (16 pontos) e Praia (18 pontos) se tornaram adversários diretos pelo quarto lugar, que atualmente é ocupado pelo Pinheiros-SP (19 pontos). A disputa entre essas três agremiações continua hoje, pela 12ª rodada.

Às 19h30, o time de Uberlândia encara o São José dos Campos-SP, no ginásio do Clube de Empregados da Petrobras. Já o Pinheiros medirá forças com o Maranhão-Cemar-MA, às 20h15, no Castelinho, em São Luís (MA). E às 21h o Minas receberá o Brasília Vôlei, na Arena Minas.

Alguns fatores influenciaram os maus resultados da equipe de Uberlândia e o crescimento de produção do time belo-horizontino. Um deles foi a tabela de jogos. As comandadas de Ricardo Picinin tiveram uma série de partidas contra times menores no início do campeonato e caíram diante dos clubes poderosos nas últimas semanas. Com as minastenistas, ocorreu o contrário. Após perder para as líderes, emplacaram cinco triunfos seguidos sobre os “menores”.

Logicamente, a evolução do Minas e a chegada de atletas de qualidade também foram cruciais para o atual cenário. “A gente viu também uma melhora do Minas tanto nos treinos quanto nos jogos. Começamos com uma equipe e fomos incorporando outras jogadoras. Com uma equipe em formação, enfrentamos adversários difíceis. Depois, crescemos em todos os sentidos”, disse o técnico minastenista, Queiroga.

Por sua vez, o treinador do Praia, Ricardo Picinin, espera que sua equipe tenha aprendido com os erros recentes. “Tem que ser um aprendizado. Foram quatro derrotas para adversários diretos, mas o foco segue o mesmo, de classificar para os play-offs e avançar mais”, destacou.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave