Boko Haram mata 32 e sequestra 185 mulheres e crianças na Nigéria

Homens armados atacaram a vila de Gumsuri, ao norte de Chibok, no domingo; eles atiraram em homens e queimaram casas

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Membros do grupo islamita Boko Haram mataram 32 pessoas e sequestraram 185 mulheres e crianças em um ataque a um vilarejo na região nordeste da Nigéria, informaram nesta quinta-feira (18) autoridades e moradores.

Homens armados atacaram a vila de Gumsuri, ao norte de Chibok, no domingo (14). Eles atiraram em homens e queimaram casas.

"Depois que mataram nossos jovens, os insurgentes levaram nossas mulheres e nossas filhas", afirmou o morador Mukhtar Buba, que fugiu de Gumsuri e conseguiu refúgio na capital do estado de Borno, Maiduguri.

As informações sobre o ataque demoraram quatro dias para serem divulgadas pela ausência quase total de telefonia móvel e pelas péssimas condições das estradas na região, que fica 70 km ao sul de Maiduguri, reduto histórico do Boko Haram, que iniciou uma insurreição violenta há cinco anos.

Gumsuri fica no caminho que leva a Chibok, a cidade onde o grupo sequestrou mais de 200 meninas em uma escola em abril.

Segundo uma autoridade local, o vilarejo conta com a proteção de uma milícia privada que não conseguiu evitar o ataque de domingo. "Há um ano, os insurgentes tentaram atacar diversas vezes Gumsuri, mas os jovens do vilarejo resistiram", disse Buba.

Leia tudo sobre: Boko HaramNIGÉRIASEQUESTROMORTEGRUPO ISLAMITAATAQUEMUNDOVIOLÊNCIA