Avacoelhada

iG Minas Gerais |

Com os seis pontos perdidos, o Coelhão teria garantido a classificação para a Série A. Seria o terceiro colocado, e o Avaí, o quinto. O erro americano no registro e na escalação de Eduardo precisa ser compartilhado com CBF e STJD.  A CBF deve se responsabilizar pela inscrição dos jogadores. Conforme citado pelo advogado do Corinthians, no caso do Petros: “A culpa não é do clube. O que está no BID está no mundo. O que não está no BID não está no mundo.” O STJD rapidamente retirou 21 pontos do América, negou efeito suspensivo e depois reduziu a perda para seis pontos. Corinthians não perdeu pontos e Icasa, excluído da competição, continuou a disputar a Série B. Se o Pleno mantiver a exclusão e anular os pontos obtidos de todos os clubes contra o Icasa, o América vai garantir o acesso para primeira divisão e o Avaí ficará em quinto lugar.

A voz da Massa

Saudações alvinegras! Eu disse aqui que o torcedor atleticano poderia ficar tranquilo, pois Lucas Pratto já era nosso. E o presidente Nepomuceno confirmou – pelo Twitter, exatamente como fazia Kalil – a notícia da contratação do jogador. Das qualidades de Pratto eu já falei, mas não custa dizer novamente que o cara é veloz, bate bem na bola com qualquer uma das pernas, é bom na bola aérea e, o mais importante, faz gol desembolado. Eu nem precisaria apontar suas qualidades, bastava dizer que Pratto foi eleito, pela crítica esportiva argentina, o melhor jogador da temporada 2014 naquele país. E um detalhe: Pratto recebeu outras propostas, mas preferiu vir para o Galo. Demorou! O melhor jogador argentino no melhor time brasileiro! E a Massa atleticana, claro, já acredita que essa parceria vai dar muito certo. Seja bem-vindo, “El Matador”!

A voz Celeste

Saudações celestes, nação azul. Hoje é um dia especial para os rivais ‘segundinos’, aqueles que andavam sumidos e agora, porque ganharam UMA Copa do Brasil – nem preciso citar quantas temos, porque é covardia –, acham que se igualaram. Antes de falar que dia é este, vou lembrar de 1976, quando jogamos contra o poderoso Bayern, de Beckenbauer, Muller, Sepp Maier e Rummenige, em pleno Mineirão, pela FINAL do Mundial, e ainda tivemos outra FINAL, em 97, contra o Borussia. Para chegar lá duas vezes, tem que ganhar DUAS, sim, DUAS Libertadores. E que dia é hoje? O Raja Day, o dia em que uma torcida inteira de Minas chorou e muito. Fico até curioso e penso se caso o 6a1o tivesse passado pelo Raja, o que aconteceria? Sinceramente? Acho que seria uma antecipação dos 7 a 1 da Copa, até porque de 6 não pode, é nosso! Facebook: Hugão, o fanático celeste 

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave