Meio século de tensões entre Cuba e EUA

Regulação de Controle dos Bens Cubanos, como ficou conhecido o ato de corte nas relações entre países, teve início em 1960, um ano após Cuba implementar o comunismo na região caribenha

iG Minas Gerais | DA REDAÇÃO |

Nesta quarta-feira, o presidente cubano, Raul Castro, anunciou que ele e o colega americano, Barack Obama, chegaram a um acordo - em conversa por telefone na terça - para o "restabelecimento das relações diplomáticas".

Castro lamentou, porém, que se mantenha o "bloqueio" econômico à ilha.

Segue abaixo a cronologia com os principais episódios das tensões entre Washington e Havana por mais de meio século:

1959: 1º de janeiro: vitória da revolução de Fidel Castro.

1960: 6 de agosto: Cuba nacionaliza as empresas americanas.

1961: 3 de janeiro: os EUA rompem relações diplomáticas com Cuba.

- 16 de abril: Fidel proclama o caráter socialista da revolução.

- 17 de abril: Invasão da Baía dos Porcos, financiada pela Agência Central de Inteligência americana, a CIA, e derrotada dois dias depois.

1962: Janeiro: Cuba é suspensa da Organização dos Estados Americanos (OEA), após pressões de Washington no organismo.

- 3 de fevereiro: os EUA impõem o embargo a Cuba.

- outubro: Crise dos Mísseis. Washington e Moscou se enfrentam por foguetes nucleares soviéticos instalados em Cuba.

1966: O Congresso americano aprova uma lei que oferece asilo e visto de trabalho aos cubanos que emigram ilegalmente.

1977: 1º de setembro: Washington e Havana abrem Seções de Interesses para cumprir funções consulares.

1980: abr-out: Êxodo de Mariel: 125 mil cubanos saem em embarcações para Miami, depois que Fidel Castro permite as saídas, um evento que muda as relações com o governo Jimmy Carter.

1992: outubro: os EUA aprovam a Lei Torricelli para endurecer o embargo.

1993: Fidel Castro autoriza a circulação do dólar na ilha.

1996

- 24 de fevereiro: MIGs de bandeira cubana derrubam dois pequenos aviões de uma organização anticastrista com sede em Miami.

- 12 de março: Bill Clinton sanciona a Lei Helms-Burton que reforça o embargo e cancela as medidas de flexibilização em represália à derrubada dos aviões.

1998

- 20 de março: Bill Clinton suaviza o embargo: autoriza as remessas e facilita o envio de medicamentos para a ilha.

- 19 de junho: os EUA autorizam os voos da Cubana de Aviación sobre seu território em rota para o Canadá, vetados desde 1962.

- 12 de setembro: os EUA capturam cinco agentes cubanos que espionavam grupos anticastristas, que são condenados a longas penas de prisão.

1999: nov-jun 2000: Cuba e Miami se enfrentam pelo menino Elián González. A Justiça americana termina por devolvê-lo à ilha, após um longo processo judicial.

2002: 6 de maio: Washington acusa Cuba de fabricar e transferir para outros países tecnologia para armas químicas.

2004: julho: George W. Bush limita as viagens de cubano-americanos à ilha, assim como o envio de remessas, e reforça a ajuda à dissidência castrista.

2008: Reunidos em uma cúpula, os países da América Latina reivindicam a suspensão do embargo contra Cuba.

2009: março: o Congresso americano suprime as medidas de W. Bush sobre viagens e remessas e elimina o pagamento "antecipado" de alimentos e remédios que deveria ser feito por Havana.

- 13 de abril: o presidente Barack Obama suprime os obstáculos às viagens de cubano-americanos e ao envio de remessas. Reconhece o fracasso da política dos EUA e, assim como o presidente Raul Castro, oferece um diálogo aberto.

- 14 de julho: Estados Unidos e Cuba retomam em Nova York o diálogo migratório suspenso desde 2003.

- 17 de setembro: ambos os países retomam, em Havana, as discussões sobre a retomada do serviço de Correios para a ilha. A chefe da missão americana em Havana se reúne com dissidentes e irrita o governo comunista.

- 3 de dezembro: é detido em Havana o funcionário terceirizado americano Alan Gross, que havia viajado para a ilha para distribuir material de comunicação para grupos civis. Gross é condenado a 15 anos de prisão.

2010

19 de fevereiro: segunda rodada de diálogo migratório em Havana.

- 18 de junho: terceira rodada de diálogo migratório em Washington.

2011

- 12 de janeiro: quarta rodada do diálogo em Havana, na qual os Estados Unidos insistem na libertação imediata de Gross.

- 14 de janeiro: a Casa Branca flexibiliza viagens à ilha por motivos religiosos, acadêmicos, culturais, ou esportivos, voos de mais aeroportos e mais liberdade para enviar remessas.

- 7 de outubro: sai da prisão René González, o primeiro dos cinco agentes cubanos a cumprir sua sentença nos Estados Unidos. Ele volta em 2013 para a ilha.

2012: 17 de janeiro: pela primeira vez, Cuba propõe uma troca entre Gross e os agentes cubanos. "Não é possível", responde o Departamento de Estado americano no dia seguinte.

2013: 10 de dezembro: Barack Obama e Raul Castro dão um histórico aperto de mãos na África do Sul durante o enterro do líder Nelson Mandela.

2014: 17 de dezembro: Barack Obama e Raul Castro anunciam que restabelecerão as relações diplomáticas.

Castro lamenta a manutenção do embargo e anuncia a libertação dos três agentes cubanos nos Estados Unidos, assim como a soltura de Alan Gross e de um "espião de origem cubana" a serviço de Washington em Cuba.

AGÊNCIA AFP

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave