Santa Casa passa expedir certidão de óbito

Em caso de falecimento, parentes não precisarão ir ao cartório para requerer a certidão de óbito; documento recebido será impresso, selado e entregue à família do falecido

iG Minas Gerais | Da Redação |

A Corregedoria-Geral de Justiça vai implantar, nesta quinta-feira (18), o serviço de emissão de registro de óbito na Unidade Interligada de Registro Civil da Santa Casa da Misericórdia.

O hospital é o primeiro a receber esse serviço em sua unidade interligada, responsável também por emitir certidões de nascimento diretamente do estabelecimento de saúde em que o parto ocorreu.

Através do novo sistema, em caso de óbito ocorrido na Santa Casa, as informações necessárias à execução do registro são enviadas aos cartórios, que realizam o registro e o remetem de volta para a unidade interligada.

O documento recebido será impresso, selado e entregue à família do falecido. O serviço, além de promover a cidadania, objetiva facilitar a vida dos parentes, que não precisarão ir ao cartório para requerer a certidão de óbito.

A inovação é resultado da parceria entre a Corregedoria-Geral de Justiça, o Governo Federal, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedese) e o Sindicato dos Oficiais de Registro Civil das Pessoas Naturais de Minas Gerais (Recivil), que desenvolveu e disponibilizou o sistema eletrônico. Na Corregedoria os trabalhos estão sendo executados pela Gerência de Fiscalização dos Serviços Notariais e de Registro (Genot).

Ainda não há previsão quando o novo sistema será implementado em outras unidades de saúde.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave