Última etapa do Mundial de surfe é adiada pela oitava vez

Segundo a meteorologia, as ondas só devem melhorar mesmo a partir da noite de quinta-feira

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

USA - SURFE/PIPE MASTERS - ESPORTES - O surfista brasileiro Gabriel Medina no primeiro dia de competição do   Billabong Pipe Masters, última etapa do Circuito Mundial de Surfe, na   Praia de Pipeline, na ilha de Oahu, no Havaí, nesta sexta-feira. No   quinto dos 13 dias de janela do Pipe Masters, a organização decidiu   realizar a competição depois de avaliar que o mar apresenta condições   adequadas para a disputa.    12/12/2014 - Foto: MARCIO FERNANDES/ESTADAO CONTEÚDO
ESTADÃO CONTEÚDO
USA - SURFE/PIPE MASTERS - ESPORTES - O surfista brasileiro Gabriel Medina no primeiro dia de competição do Billabong Pipe Masters, última etapa do Circuito Mundial de Surfe, na Praia de Pipeline, na ilha de Oahu, no Havaí, nesta sexta-feira. No quinto dos 13 dias de janela do Pipe Masters, a organização decidiu realizar a competição depois de avaliar que o mar apresenta condições adequadas para a disputa. 12/12/2014 - Foto: MARCIO FERNANDES/ESTADAO CONTEÚDO

A organização da última etapa do Mundial de surfe, realizada na praia de Pipeline, no Havaí, anunciou que não haverá competição nesta quarta-feira (17) por causa das condições do mar. Este é o oitavo adiamento desde que a janela do campeonato foi aberta, em 8 de dezembro. Desde então, a etapa foi realizada apenas na terça (9), na sexta (12) e no sábado (13), quando acabou adiada novamente no período da tarde por causa da fúria no mar. Uma nova chamada será feita na quinta-feira (18), às 7h30 local (15h30 de Brasília). A previsão indica ondas muito fracas em Pipeline nesta quarta, somente até 5 pés (1,5 metro). Segundo a meteorologia, as ondas só devem melhorar mesmo a partir da noite de quinta-feira (18). A janela do evento vai até o próximo sábado (20). Para que haja tempo suficiente para o fim da competição, a etapa tem que reiniciar no máximo na sexta (19). O campeonato está na terceira rodada. Depois dessa, há ainda mais cinco. Renato Hickel, diretor da ASP, admitiu, em entrevista à Folha de S.Paulo, na segunda (15), que é permitido estender a etapa além do dia 20, mas isso raramente acontece. Ainda mais no Havaí, onde há até um acordo com os locais para a utilização da praia. "As regras aqui são mais complicadas. É muito pouco provável que o campeonato se estenda", disse Hickel. O campeonato deve mesmo ser finalizado nos últimos dias da janela. Enquanto isso, o paulista Gabriel Medina, 20, espera. O brasileiro, que vai encarar o havaiano Dusty Payne, 25, na terceira rodada, pode até ser campeão nesta quarta se a competição realmente acontecer, mas precisa torcer por derrotas do australiano Mick Fanning, 33, e do americano Kelly Slater, 42. Se avançar, o paulista elimina Slater e terá apenas Fanning na briga pelo título, isso se o australiano passar pela terceira rodada.

Leia tudo sobre: Mundialsurfeetapaadiadaoitava vezGabriel MedinatituloKelly SlaterMick Fanning