Três nadadores obtêm índice para Mundial da Rússia

Principais surpresas foram as derrotas de Felipe França, no 50 m peito, e César Cielo, nos 50 m borboleta

iG Minas Gerais | FOLHAPRESS |

Satiro Sodré/ CBDA
undefined

Três nadadores brasileiros obtiveram, na manhã desta quarta-feira (17), índice para o Mundial em piscina longa (50 m) de Kazan, na Rússia, em agosto de 2015. João Gomes Júnior (50 m peito), Guilherme Guido (100 m costas) e Nicholas Santos (50 m borboleta) nadaram abaixo das marcas pré-estabelecidas na manhã desta quarta-feira (17), na etapa de abertura do Campeonato Brasileiro Sênior, que é disputado na piscina do Botafogo, no Rio. Gomes cravou 26s89 nos 50 m peito e deixou Felipe França, detentor de cinco ouros no Mundial em piscina curta (25 m) de Doha, há dez dias, em segundo. A marca do vencedor é a quarta melhor do mundo no ano. "Para mim foi até uma surpresa, mas a gente sempre quer mais". Guido registrou 53s73 nos 100 m costas e também, por ora, tem vaga para o Mundial. Ele afirmou que, agora, mira bater o recorde sul-americano (53s24), que lhe pertence desde 2009. Já Nicholas Santos superou Cesar Cielo nos 50 m borboleta. Com a marca de 23s01, deixou o bicampeão mundial da prova para trás. No Mundial de Doha, Santos terminou com a prata nesta distância. "Fiquei bem animado, e quero ter bom resultado também nos 100 m borboleta", disse, em referência à outra prova a que se dedica, que será realizada amanhã. Cielo, também vindo da competição no Qatar, afirmou estar cansado. "É pensar em nadar uma prova de cada vez, tentar nadar o melhor que eu posso para então tirar férias, descansar para o ano que vem", contou. Os oito melhores de cada prova na parte da manhã voltam à água às 17h, para nova disputa.

Leia tudo sobre: CampeonatoBrasileiroSeniorNatacaoRio de JaneiroindicemundiaisderrotasCesar CieloFelipe Franca