Congresso aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2015

Segundo o relatório aprovado, os congressistas terão direito a 1,2% da receita corrente líquida (RCL) da União, que serão transformados em emendas

iG Minas Gerais | AGÊNCIA CÂMARA NOTÍCIAS |

O texto aprovado nesta quarta-feira (17) incorpora a mudança na meta de superavit primário, anunciada pelo governo na semana passada, e o orçamento impositivo das emendas individuais de deputados e senadores. Com esta medida, as sugestões dos parlamentares serão obrigatoriamente executadas ao longo do ano.

Segundo o relatório aprovado, os congressistas terão direito a 1,2% da receita corrente líquida (RCL) da União, que serão transformados em emendas. Isso equivale a R$ 9,7 bilhões na proposta orçamentária. As emendas direcionam recursos para obras e serviços em municípios indicados pelos parlamentares.

Aguardando mais informações.

Leia tudo sobre: POLÍTICAECONOMIAAPROVAÇÃOLEIDIRETRIZES ORÇAMENTÁRIASBRASILCONGRESSOCÂMARADEPUTADOS