Cerca de 17 milhões vão fazer compras de última hora

Estimativa é do SPC; só 5% vão adiar compras e esperar as tradicionais promoções do início de ano

iG Minas Gerais |



Consumidores ainda não se empolgaram tanto com as compras de Natal
Lincon Zarbietti / O Tempo
Consumidores ainda não se empolgaram tanto com as compras de Natal

SÃO PAULO. Se o comércio não anda tão animado em 2014 nem com as festas de fim de ano, a esperança dos lojistas está depositada neste fim de semana e até às vésperas do Natal. O brasileiro não perde mesmo o costume de deixar tudo para a última hora e ainda tem a segunda parcela do 13º que vai ser depositada nas contas dos trabalhadores até o próximo dia 20.

Segundo estimativas do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), cerca de 17 milhões de consumidores vão comprar os presentes de Natal na última semana antes da data. O número é maior que o registrado no ano passado. Em 2013, 16,5 milhões deixaram as compras justamente para a última semana.

De acordo com o levantamento, apenas 5% dos entrevistados vão deixar de comprar o presente a tempo, para aproveitar as tradicionais liquidações de início de ano.

O senso de oportunidade é maior entre os consumidores mais velhos. Entre os que têm mais de 50 anos, 13% vão deixar as compras para janeiro. Já os mais jovens têm muita pressa: o percentual dos entrevistados de 25 a 34 anos que vão esperar 2015 é zero.

A economista chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, alerta que fazer a compra em cima da hora pode ser ruim para o bolso. “Se o consumidor deixa para comprar em cima da hora, acaba não tendo tempo para pesquisar preços e, consequentemente, desembolsa mais. Sem mencionar o risco dele não encontrar o produto desejado e ter que optar por um bem mais caro, comprometendo o orçamento”, explica a economista.

BH

Vendas. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), o aumento de vendas neste período de Natal deve ser de cerca de 3% em relação ao ano passado.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave