Chinaglia deve se lançar à presidência

iG Minas Gerais |

Brasília. Depois de costurar o apoio do PDT, do PROS e do PCdoB, a bancada do PT na Câmara deve oficializar hoje a candidatura do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) para a disputa pela presidência da Casa.

O bloco dos partidos foi acertado durante um almoço ontem. A nova ofensiva do grupo será atrair o PSD, do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab, cotado para o Ministério das Cidades.

Nos bastidores, petistas apontam que o lançamento da candidatura é uma reação dos partidos por não terem sido procurados oficialmente pelo líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), favorito na disputa.

O peemedebista teria demonstrado resistência a um entendimento com o PT. Parte da bancada petista defendia que o partido indicasse o vice de Cunha. A ideia, que contaria com aval do vice-presidente da República, Michel Temer, não teria prosperado.

Segundo relatos, no almoço, Chinaglia foi cobrado pelo PDT e pelo PROS a se colocar oficialmente na disputa, o que ajudaria a abrir conversas em busca de apoio. A aposta do bloco é de servir de acolhimento para eventuais traições de partidos que fecharem com o peemedebista.

Leia tudo sobre: Clique para inserir palavras chave